RIUIS

Título do Instrumento Herth Hope Index-PT-DC
Ano 2013
Titulo original Herth Hope Index (HHI)
Autor(es) da versão original Kaye Herth (1992)
Autor(es) da versão portuguesa

Contacto de autor

Ana Querido; Maria dos Anjos Dixe

querido.ana@gmail.com

Condição de saúde/objetivo Doença crónica

Avaliação da Esperança

População alvo Pessoas adultas com doença crónica
Dimensões Escala que avalia a Esperança em 2 fatores:

Fator 1 – Temporalidade, confiança e interligação (composto por seis itens que avaliam as dimensões: temporal, afiliativa e contextual da esperança

Fator 2 – Disposição interior positiva e expectativas”, inclui quatro itens que avaliam a dimensão cognitiva, afetiva e comportamental da esperança

Itens 10 Itens, classificados de 1 a 12 de acordo com a escala original.

Relativamente à escala original a HHI-PT-DC apresenta-se sem os itens 6 e 7.

Fator 1: itens 1,5,8,9,11,12

Fator 2: Itens 2,3,4,10

Sistema de pontuação Cada item da escala pontua de 1 – Discordo Totalmente a 4 – Concordo Totalmente. No total as pontuações variam de 10 a 40. O item 3 apresenta-se invertido face aos restantes.

Para efeitos de pontuação o item 3 deve ser invertido. Quanto maior for a pontuação, maior o índice de esperança.

Propriedades psicométricas Tradução: equivalência semântica obtida por duas traduções, retroversão, obtenção de uma versão de consenso e revisão clínica da qualidade da tradução. O painel de peritos foi constituído por linguistas, enfermeiros e professores. O pré-teste do instrumento foi realizado com recurso ao Thinking aloud.

Fidelidade: Testada pela aplicação a 205 pessoas com doença crónica. Coeficiente de correlação do item com o total da escala sem o item entre 0,36 e 0,64. Alfa de Cronbach=0.844 para as dez perguntas, Fator 1=0,881 e Fator 2=0,681.

Reprodutibilidade: Teste-reteste realizado em 9 doentes com intervalo de  1 semana. Índice de correlação 0,901 (p<0,001) Coeficiente de correlação intraclasse=0,897.

Validade de conteúdo: análise de compreensão e aceitação por um enfermeiro e um painel constituído por 8 doentes em cuidados paliativos.

Validade de constructo: análise fatorial a uma amostra de 205 doentes. Análise dos componentes principais com Rotação Varimax. Modelo de matriz fatorial explicativa de 53,46% da variância total- KMO=0,880, Teste de esfericidade de Bartlett=636,074; p<0,0001. Validade de critério: Comparações efetuadas com a Qualidade de Vida Global (QVG) avaliadas por uma pergunta-escala, com valores entre 0,36 e 0,43 (p<0,001)

Modo de preenchimento Preenchimento pelo próprio em folha de tamanho A4/ computador.

Nos casos de baixo grau de literacia, recomenda-se a aplicação em entrevista face-a-face, com leitura dos itens pelo entrevistador.

Alternativa para pessoas com limitações físicas, défice de visão ou acamadas recomenda-se a utilização do instrumento em formato de calendário de secretária:

– Decompor o instrumento de modo a que cada questão e opção de resposta ocupe uma folha de tamanho 27cmx15cm, na horizontal, separando também o texto relativo às instruções de preenchimento. Os tamanhos de letra recomendados 28-36.

Tempo de preenchimento 5-10 minutos
Principais referências bibliográficas Herth, K. (1992). Abbreviated instrument to measure hope: development and psychometric evaluation – the Herth Hope Index. Journal of Advanced Nursing, 17(10), 1251-1259.

Querido, A. (2013). A Promoção da Esperança em Fim de Vida – Avaliação da Efetividade de um Programa de Intervenção em Pessoas com Doença Crónica Avançada e Progressiva, 312 pp.. Lisboa: UCP. Tese apresentada para obtenção do grau de doutor em enfermagem à Universidade Católica Portuguesa.